DSC_0411
Destaque Vila Verde

Autárquicas. António Vilela (PSD) e José Morais (PS) preocupados com feirantes

José Morais (PS) e António Vilela (PSD) visitaram recentemente as feiras e mercados do concelho de Vila Verde, em ação de campanha para as próximas autárquicas.

O candidato do PSD visitou a feira quinzenal de Vila Verde, este sábado, depois de ter passado também pela feira do Pico de Regalados.

António Vilela entende que “as feiras, além de espaços de venda e comércio de produtos, são também ponto de encontro e convívio. Estes espaços devem, por isso, adaptar-se a essas circunstâncias. Continuaremos a impulsionar as feiras tradicionais e a dar-lhes as melhores condições para que todos se sintam bem”.

António Vilela, em contacto com os feirantes, assinalou o futuro Mercado de Produtos Locais, a instalar no âmbito da requalificação da antiga Adega de Vila Verde (Adega Cultural), como “mais um importante passo para ajudar ao escoamento da produção agrícola feita pelos pequenos produtores e lavradores do concelho”.

“O Município apoiará sempre a criação de associação de produtores ligados a determinada fileira de produtos, do mel, feijão, castanha, aves, hortícolas, frutícolas, entre outros. Já temos algumas associações/cooperativas de agricultores, ligados, sobretudo, aos pequenos frutos, mas podemos e devemos alargar a outras fileiras”, disse Vilela.

Já José Morais, candidato do PS, visitou esta semana as feiras da Vila de Prado e Vila Verde, para ouvir vila-verdenses e feirantes no sentido de “tomar o pulso àquela atividade económica e perceber quais as medidas a tomar no sentido de revitalizar as históricas feiras do concelho”.

Apesar de, quer na Vila de Prado, quer em Vila Verde, as feiras ainda apresentarem uma significativa vitalidade, José Morais, mostra-se preocupado com o desaparecimento de outras, históricas, que foram perdendo terreno e clientes que, nalguns casos, correm “risco de poderem cair na extinção, se nada for feito”.

José Morais ouviu “clientes e feirantes”, no sentido de perceber “que eventual auxílio poderá a Câmara Municipal prestar para recuperar as feiras que sofreram quebras significativas de afluência e de receitas” e para “manter a vitalidade das duas maiores do concelho”.

O candidato mostrou-se ainda preocupado com “os espaços de venda de produtos frescos”, como sejam os legumes ou o peixe.

Das reclamações que ouviu, José Morais destaca a necessidade de “criar um espaço que garanta condições de higiene e salubridade, de preferência coberto, onde os vendedores, sobretudo de fruta, hortaliça, carne e peixe, possam exercer mais eficientemente a sua atividade”.

“Concretizando, no caso da venda de peixe, seria importante criar-se bancas próprias para o efeito, com sistema de escoamento próprio para evitar que os resíduos criem espaços de maus cheiros”, exemplificou José Morais.

A terminar, José Morais assinalou“a simpatia, simplicidade e frontalidade” com que os feirantes e vendedores ambulantes expuseram as suas preocupações e comprometeu-se a olhar com atenção para “os desafios que lhes são colocados na atualidade”.

Print Friendly

Comentários

Siga-nos!

RSS
Follow by Email
Facebook
YouTube

Última edição

Já nas bancas!

Publicidade