Destaque Vila Verde

Turismo. Ecovia com passadiços até à nascente do rio Vade alvo de estudo

Os “Passadiços do Vade” podem ser uma realidade nos próximos tempos, avançou hoje Carlos Cação ao V. O leito do Vade tem sido alvo de destaque por alguns candidatos às Juntas de Freguesia do norte do concelho, e o autarca do Vade não foi exceção.

O presidente da Junta da União do Vade, e recandidato como independente, diz que a ideia passa por aproveitar uma futura ecovia que o Município de Ponte da Barca quer levar a cabo, e que termina na fronteira entre aquele concelho e a freguesia de Covas, concelho de Vila Verde. O autarca já terá sondado fontes do município barquense e recebeu feedback positivo quanto às pretensões.

“Queremos pegar na ecovia que vai ser construída em Ponte de Barca e estender pelas freguesias do Vade, passando por Aboim da Nóbrega e Gondomar”, indicou o autarca, revelando que quer construir passadiços semelhantes aos do rio Paiva.

“Se pensarmos nos passadiços do Paiva, temos aqui zona e área suficiente para fazer algo similar, entre as freguesias junto ao Vade”, aponta o autarca que prevê captação de fundos comunitários através de programas de desenvolvimento rural para a construção dos passadiços e da ecovia.

“Vamos estudar e analisar os recursos financeiros que existem , vamos tentar perceber junto da ATAHCA de que forma se pode conseguir o investimento para que isto se torne uma realidade”, revelou Carlos Cação, classificando a região norte como “uma zona cheia de potencial turístico e ecológico por explorar”.

Também Diogo Santos, candidato independente em Aboim da Nóbrega e Gondomar, parece estar em sintonia com a ideia do autarca vizinho, tendo também avançado que uma das medidas caso vença as eleições passa por arranjar as margens do rio Vade na freguesia aboinobrense.

Fotos: Domingos Costa

Print Friendly

Comentários

Siga-nos!

RSS
Follow by Email
Facebook
YouTube

Última edição

Já nas bancas!

Publicidade