prfado1
Vila Verde

Autárquicas. PS apresentou lista de “Manelito” na Vila de Prado

O largo da Antiga Escola do Bom Sucesso encheu, na noite do passado sábado, para receber a Festa-Comício da apresentação da lista do Partido Socialista candidata à Junta de Freguesia da Vila de Prado, encabeçada por Manuel Machado Rodrigues, conhecido entre os pradenses como Manelito.
A festa foi pontuada por intervenções entusiastas e confiantes numa mudança para melhor, na condução dos destinos de Prado e do Concelho de Vila Verde, mas também pelo convívio e pelos sons populares que animaram os presentes.

Visivelmente emocionado, Manuel Machado Rodrigues ou, como é carinhosamente conhecido em Prado, Manelito, fez as honras da casa dirigindo-se à multidão para confessar “enorme prazer, orgulho” e uma “enorme gratidão” à mobilização do povo pradense para a Festa Comício do PS da Vila de Prado, que serviu para apresentar a equipa de que fazem, ainda, parte José Dias Fernandes e Cláudia Pinto, num elenco total de 105 pessoas.

Tendo em conta os “oito anos de experiência adquirida”, Manelito afirma que a equipa sabe “perfeitamente o que a Vila de Prado e os Pradenses desejam e merecem”. “Temos sonhos que queremos concretizar para esta maravilhosa Vila, sonhos esses que sabemos que podemos concretizar, com a ajuda de todos e dos Pradenses sem excepção. Candidato-me porque chegou a hora de fazer diferente, mais e melhor pela Vila, que tanto amo, e por todo o trabalho que desenvolvi enquanto secretário da Junta, nestes últimos anos”, reforçou.

Manelito sublinhou, depois, as principais medidas constantes do programa eleitoral da sua equipa para Prado, começando pelas de índole Social, passando pelas vias rodoviárias e espaços públicos ou pelas festividades e atividades culturais, até abordar as medidas traçadas para o apoio ao associativismo. “Vamos exigir e trabalhar em estreita colaboração com a Câmara Municipal, com José Morais e restante equipa da vereação, na área do abastecimento de água, na rede de saneamento, nas acessibilidades, no património cultural e de lazer, e também para o excelente recurso natural com que a natureza nos presenteou, que é o nosso maravilhoso Rio Cávado”, frisou.

A terminar comprometeu-se com os presentes a apresentar “humildade, empenho, dedicação e muito trabalho”, fatores que considera fundamentais “para que a Vila de Prado progrida para o patamar que merece”.

Por sua vez, o candidato a presidente da Assembleia Municipal de Vila Verde pelo PS, Martinho Gonçalves, tomou da palavra e recordou as obras concretizadas na Vila de Prado, em tempos de Partido Socialista no Governo, lembrando os anos em que representou o Concelho na Assembleia da República, eleito pelo PS. “Lembro-me bem das lutas que travámos, todos juntos, pela construção da ponte de Prado, uma obra importantíssima, para o desfecho da qual foi determinante o vosso empenho e união. Desde pequeno, apesar de ter nascido em frente à igreja de Vila Verde, que me lembro de sentir e admirar este vosso orgulho pradense”, comentou Martinho Gonçalves.

“Quanto mais forte estiver a Vila de Prado mais forte será o concelho de Vila Verde”

Em consonância com os discursos de abertura, José Morais, candidato do PS a presidente da Câmara Municipal de Vila Verde, começava a sua intervenção por sublinhar o “homem sério e de trabalho” que lidera a equipa do partido na Vila de Prado, lembrando aos pradenses que tem sido Manuel Machado Rodrigues “o elo de ligação entre as pessoas e a Junta de Freguesia”. “Quem mais tem trabalhado pelos pradenses? Quem mais vos tem ouvido e resolvido os vossos problemas do dia-a-dia se não o Manelito?”, interrogou o candidato a presidente da Câmara. José Morais acredita que a Vila de Prado terá, de dia 1 de Outubro em dia, “todas as condições para afirmar toda a sua mais-valia e a força das suas gentes”. “Está mais que na hora – depois de 20 anos de desprezo do atual executivo camarário – do Município perceber a importância de uma Vila de Prado forte.

O Concelho de Vila Verde sairá e só terá a ganhar com um desenvolvimento sustentado de Prado”, defendeu, lembrando porém que “esse desenvolvimento não pode ser feito a duas velocidades”. No entender de José Morais, há que conferir condições de vida dignas do século XX a todos os pradenses, vivam eles perto do centro urbano da Vila ou nos lugares mais esquecidos pela atual Câmara, casos da Ramalha, Carvalhinhos, entre outros. “Quanto mais forte estiver a Vila de Prado mais forte será o Concelho de Vila Verde”, reforçou o o candidato.

Por isso, José Morais sublinhou a importância do seu compromisso prioritário, garantindo canalizar todos os esforços para a necessidade imperiosa de levar o saneamento a todos os pradenses, conferindo-lhes também possibilidade de acesso à rede pública de abastecimento de água. Em termos sociais, o candidato do PS a presidente da Câmara recordou a medida de apoio aos séniores, que serão comparticipados pelo executivo liderado por José Morais na aquisição de medicação, nomeadamente no montante sustentado pelos idosos vilaverdenses, e o compromisso de apoio à compra do material escolar para os alunos do Concelho. A Câmara liderada por José Morais comparticipará em 50€ a compra de material escolar por parte dos pais dos alunos de todos os graus de ensino. Para tal, a única condição prende-se com o facto da compra deste material ter que “ser feito no comércio do Concelho de Vila Verde”.

Ao nível do emprego, que afeta centenas de jovens pradenses, José Morais adiantou, igualmente, que a Câmara Municipal vai disponibilizar uma verba anual de meio milhão de euros (500 mil euros) para apoiar projetos de criação de empresas por jovens. “Criar empregos é o nosso grande objetivo. Apoiar jovens empreendedores é um dever”, afirma o candidato do PS, considerando que a inserção dos jovens no mercado de trabalho deve ser uma prioridade do Estado e de todos os Municípios. “O investimento que se possa fazer no fomento do emprego jovem não se poderá, nunca, comparar com o ‘peso’ dos custos com os milhares de desempregados, entre os quais muitos jovens acabados de formar nas nossas universidades e escolas profissionais”, explica.

Print Friendly

Comentários

Siga-nos!

RSS
Follow by Email
Facebook
YouTube

Última edição

Já nas bancas!

Publicidade