cds pp prado sao miguel joaquim costa
Destaque Vila Verde

Autárquicas. Um bombeiro, um ex-GNR e um bancário na luta por Prado São Miguel

A Junta de Freguesia de Prado São Miguel, o último reduto político do CDS-PP em Vila Verde, foi palco de reviravoltas desde há quatro anos para cá, após vitória histórica em 2013 de Rui Malheiro com Joaquim Costa.

Rui Malheiro vai de Laranja

O presidente da Junta, Rui Malheiro, anunciou pouco depois das eleições de 2013 que apoiaria António Vilela (PSD).

Sem muitas palavras sobre a mudança de “trincheira”, Rui Malheiro, bancário na Crédito Agrícola de Vila Verde, em Prado São Miguel, estará mais confiante em alinhar com António Vilela (PSD) do que com Paulo Marques (CDS), e terá sido esse o principal motivo de vestir a camisola laranja.

Joaquim Costa é o bombeiro do CDS-PP nestas eleições

Já Joaquim Costa, presidente da mesa da Assembleia de Freguesia, foi o único a manter-se fiel ao CDS-PP, após rotura com Rui Malheiro e é a grande esperança do partido em conseguir “salvar” a única autarquia centrista do concelho.

O projeto de Paulo Marques para o concelho terá convencido o bombeiro da corporação de Vila Verde que escolheu ser “cabeça” pelo CDS depois de ter sido convidado para pertencer à lista do PS.

Joaquim Costa terá mesmo sugerido o nome do atual candidato socialista, José Faria, mas desentendimentos e a “nova energia” do CDS cativaram o líder da Fanfarra dos Bombeiros de Vila Verde a avançar com candidatura.

Joaquim Faria vai pelo PS com Rogério Meireles na retaguarda

Rogério Meireles é o número dois na lista socialista. O atual secretario há muito que entrou em rotura com Rui Malheiro, bem vincado em vários episódios durante assembleias de freguesia mais “interventivas”.

O candidato é Joaquim Faria, ex agente da Brigada de Trânsito que se estreia nas lides políticas apoiando José Morais (PS).

Aliança de direita à vista

Rui Malheiro parte em vantagem, por já ocupar o lugar e por ser apoiado pela máquina laranja, bem mais forte que a centrista.

Joaquim Costa pode ser o trunfo para decidir os destinos de Prado São Miguel. Em rotura com o candidato do PS, não é improvável uma aliança de direita com Rui Malheiro depois das eleições.

Em 2013 o CDS-PP venceu com 201 votos contra 140 do PSD. Já o PS obteve 114 votos para a junta pradense.

Recorde-se que para a Câmara Municipal, o PSD venceu em Prado São Miguel com dois votos de diferença para o PS (209 contra 207).

Print Friendly

Comentários

Siga-nos!

RSS
Follow by Email
Facebook
YouTube

Última edição

Já nas bancas!

Publicidade