DSC_0365-WM
Vila Verde

Autárquicas. António Vilela promete fibra ótica em todo o concelho até 2018

O PSD de Vila Verde emitiu comunicado salientando que António Vilela recebeu, encaminhou e acompanhou mais de uma dezena de novas empresas que se vão instalar no concelho, prevendo a criação de “mais de mil postos de trabalho a curto/médio”.

Segundo o edil,  e através de estudo da consultora Informa D&B, entre 2013 e 2017, foram criadas 585 novas empresas, e até agosto, já haviam sido criadas 100 novas empresas,

“Os indicadores económicos mostram o crescimento do emprego e o «aumento exponencial da instalação de novas indústrias no concelho de Vila Verde nos últimos anos. com resultados, mais emprego, melhor economia, maior riqueza e aumento da qualidade de vida”, frisa o edil.

O candidato do PSD à câmara de Vila Verde evidenciou mesmo esses dados durante um comício em Ribeira do Neiva. “À nossa localização estratégica, temos sabido juntar medidas de atração de novas empresas, isenções de taxas e licenças municipais, cooperação na instalação em áreas já infra-estruturadas e agilidade nos processos”, defende Vilela.

“A chegada de novas indústrias, «atraídas pelas condições que temos criado», permitiu, só nos últimos anos, «trazer para Vila Verde mais de meia centena de médias e grandes indústrias. Com isso, invertemos o ciclo e criamos oportunidades para a fixação dos nossos jovens e da população activa”, refere.

REDE VIÁRIA / FIBRA ÓPTICA

O candidato do PSD fala ainda na “melhoria progressiva» na criação de infra-estruturas que atraem os empresários. O saneamento, as redes de gás e fibra óptica e a melhoria da rede viária tem «elevado a qualidade dos nossos parques e zonas industriais”, deixando a promessa que, “até finais de 2018, a rede de fibra óptica estará instalada em todo o concelho”.

António Vilela diz ainda que “já está em curso a requalificação da estrada municipal dos Carvalhinhos (EN 205-Prado) a Oleiros, que serve as duas zonas industriais ali instaladas”., e revela a existência do estudo que “dará origem ao acesso entre a Variante do Cávado e Oleiros, a designada Variante Prado-Oleiros”, culpando novamente o Governo de adiar as obras.

Print Friendly

Comentários

Siga-nos!

RSS
Follow by Email
Facebook
YouTube

Última edição

Já nas bancas!

Publicidade