Hospital de Braga
Braga Destaque Região

Hospital de Braga. “Greve está a passar ao lado” dizem os utentes

No Hospital de Braga, a greve não parecia estar a criar problemas.

“Parece tudo normal. As pessoas chegam, vão para onde têm que ir e não se tem ouvido queixas”, descreveu à Lusa um trabalhador administrativo daquela unidade de saúde.

Do lado dos utentes, a greve está a “passar ao lado”.

“Já são tantas que acho que já ninguém liga muito. A mim não afetou em nada, fiz o que tinha que fazer”, afirmou Glória Batista, que se deslocou ao hospital para análises.

Em causa na greve nacional está a falta de respostas às reivindicações da Frente Comum, como o aumento dos salários na função pública, o descongelamento “imediato” das progressões na carreira e as 35 horas semanais para todos os trabalhadores.

Esta é a terceira greve nacional dos trabalhadores da Administração Pública com o atual Governo e a primeira convocada pela Frente Comum de Sindicatos, segundo a listagem cedida pela estrutura sindical.

A primeira greve com o executivo de António Costa ocorreu em 29 de janeiro de 2016 e foi convocada pela Federação Nacional dos Sindicatos da Administração Pública, assim como a de 26 de maio deste ano, que teve como objetivo reivindicar aumentos salariais, o descongelamento das carreiras, o pagamento de horas extraordinárias e a redução do horário de trabalho para 35 horas em todos os serviços do Estado.

Print Friendly

Comentários

Siga-nos!

RSS
Follow by Email
Facebook
YouTube

Última edição

Já nas bancas!

Publicidade