CMB03012018SERGIOFREITAS00000010229
Braga Destaque

Município de Braga. Avança com projeto de classificação das “Lojas com História”

Salvaguardar e dinamizar o comércio histórico e tradicional da cidade é o objectivo do projecto ‘Lojas com História’. O projeto, promovido pelo Município de Braga, reconhece a importância do comércio como um dos elementos distintivos e valorizadores da cidade nas suas dimensões social, económica e patrimonial.

Para o presidente da Câmara de Braga, Ricardo Rio, este é um projecto que vai ajudar a preservar a memória da cidade. “O comércio teve sempre um papel muito relevante na vida de Braga, ocupando um lugar determinante na vida económica, social e cultural”, salientou o edil durante a visita à “Casa Pereira das Violas”, estabelecimento situado na Avenida Central que comemorou 100 anos de história e que mantém as referências originais da sua atividade comercial.

O projeto “Lojas com História”, que decorre da Lei n.º 42/2017 de 14 de junho, prevê a dinamização de iniciativas que visam apoiar a preservação de estabelecimentos e entidades reconhecidos como de valor colectivo, designadamente através da aplicação de um regulamento de benefícios, incentivos e apoios de diversa natureza. A distinção é atribuída em função do apuramento técnico especializado do interesse cumulativo da actividade, bem como da existência e preservação de elementos patrimoniais materiais, culturais e históricos.

Neste âmbito, o Município de Braga, em articulação com a Associação Comercial de Braga, constituiu um grupo de trabalho que tem vindo a desenvolver investigação neste sector. A equipa, coordenada por José Alberto Rio Fernandes, especialista em Urbanismo Comercial, identificou 125 lojas passíveis de serem classificadas. Numa primeira fase, será proposta a classificação de cerca de 30 estabelecimentos, 15 dos quais centenários.

Todo o processo será acompanhado pelo Conselho Estratégico para a Regeneração Patrimonial e Urbana de Braga que, durante este mês de janeiro, irá apreciar os termos do regulamento e a proposta de classificação das lojas. A apresentação pública do projeto está prevista para o mês de fevereiro.

Para o vereador Miguel Bandeira, o comércio é uma das funções centrais mais antiga e dinâmica das cidades. “O comércio com memória humaniza a cidade e solidifica as relações entre os seus habitantes. Um comércio humanizado é um modo de relacionamento com alma, que resiste melhor à desvalorização das contingências provocada pelas mudanças constantes da vida urbana e que enfrenta melhor os novos desafios”, sustenta o vereador.

‘Pereira das Violas’ comemorou centenário

O estabelecimento comercial “Pereira das Violas” é uma das lojas exemplares neste domínio, reunindo as qualidades descritas. O estabelecimento comemorou hoje o seu centenário e assinalou a data com um convívio que juntou familiares, amigos, clientes e diversos representantes de forças vivas da Cidade.

Manuel Pereira foi o seu fundador, tendo o filho Carlos Sarmento Pereira assumido a casa de 1948 até aos dias de hoje. Presente na memória de muitos bracarenses, a ‘Casa Pereira das Violas’ continua a ser uma referência cultural da cidade.

Print Friendly

Comentários

Siga-nos!

RSS
Follow by Email
Facebook
YouTube

Última edição

Já nas bancas!

Publicidade