EscSecAmares2
Amares Braga Destaque Vila Verde

JMF. “Valores sociais da UE são determinantes para o sucesso dos jovens”

O Eurodeputado José Manuel Fernandes apontou hoje, perante alunos do ensinos secundário, os valores da União Europeia como um fator determinante de inclusão e promoção social dos jovens, com “impacto efetivo na vida dos cidadãos que vai muito para além dos fundos e apoios financeiros”.

Numa jornada de ações de informação sobre a UE em escolas de Braga e Amares , José Manuel Fernandes sublinhou que a União Europeia constitui uma história de sucesso que nasceu, se consolidou e desenvolveu com “uma solidariedade de facto, através de ações concretas”.

“A União Europeia tem sido solidária através de fundos, programas e apoios financeiros, ajudando ao desenvolvimento e a combater desigualdades. E fá-lo também no resto do mundo, sendo o maior doador mundial”, referiu o eurodeputado coordenador do PPE na comissão dos orçamentos.

Mas destacou a importância acrescida da defesa e promoção dos valores humanistas, de igualdade e valorização social, área em que a UE assume um papel de motor no contexto global.

Conforme realçou no Agrupamento de Escolas André Soares, em Braga, o Erasmus + é um programa que tem revelado um impacto muito importante para o desenvolvimento de competências e capacidades dos jovens europeus, e que simultaneamente dá prioridade à inclusão social, incluindo no combate ao problema de bullying – questão que os alunos evidenciaram especial preocupação.

A solidariedade de facto – com referência à declaração de Robert Schuman a 9 de maio de 1950, na base da criação do projeto europeu – esteve também em evidência na Escola Secundária de Amares, numa iniciativa promovida pelo Centro de Informação Europe Direct (CIED) do Minho, sediado no IPCA.

“Hoje, mais do que nunca, temos de perceber que num mundo global só temos força se estivermos unidos, só vencemos os desafios se derrubarmos os egoísmos e os nacionalismos. Não podemos perder os valores e os objectivos da fundação da União Europeia”, desafiou o eurodeputado.

José Manuel Fernandes lembrou que, “há mais de 60 anos atrás, os fundadores da União Europeia juntavam-se e reforçavam a construção de um projeto de paz e democracia, apoiado em quatro liberdades: liberdade de circulação de bens, pessoas, capitais e serviços”.

E alertou que é preciso continuar a “ambicionar a Paz, consolidar a democracia, defender a liberdade, promover o desenvolvimento. Mas só o conseguiremos juntos, com acções concretas, numa solidariedade de facto”. Nesse âmbito, lamentou e criticou a postura do Reino Unido e da Catalunha, face a decisões de cisão assentes em “egoísmo”, mas exigindo a solidariedade da UE. “Se a Catalunha recebesse mais do que dava para o orçamento espanhol, não queria deixar a Espanha”, observou.

Print Friendly

Comentários

Tags

Siga-nos!

RSS
Follow by Email
Facebook
YouTube

Última edição

Já nas bancas!

Publicidade