GNR (1)
Destaque Terras de Bouro

Terras de Bouro. GNR acusados de prender dois homens “sem qualquer justificação”

O Ministério Público (MP) acusou dois militares da GNR de Terras de Bouro de um crime de sequestro, pela alegada “detenção ilegal” de dois cidadãos em celas daquele posto, divulgou hoje a Procuradoria-Geral Distrital do Porto (PGDP).

Em nota publicada na sua página na Internet, a PGDP acrescenta que um dos arguidos está também acusado de um crime de peculato, “por usar os serviços da GNR para ferrar o seu próprio cavalo”.

Em relação ao crime de sequestro, a acusação refere que, no dia 7 de junho de 2013, os arguidos, no âmbito de diligências de investigação relacionadas com um furto, “encarceraram nas celas” dois cidadãos que tinham anuído a ali comparecer para prestar esclarecimentos”.

Segundo o MP, os cidadãos foram encarcerados “sem qualquer justificação”.

Ainda de acordo com a acusação, os cidadãos estiveram fechados em celas separadas durante quatro horas, um, e quatro horas e meia, o outro.

Print Friendly

Comentários

Siga-nos!

RSS
Follow by Email
Facebook
YouTube

Última edição

Já nas bancas!

Publicidade